Um Recado Para Você!

sexta-feira, 31 de março de 2017

Como se livrar do Ressentimento


Resultado de imagem para Como se livrar do ressentimento

O DESAFIO


Você não consegue esquecer as palavras duras e as atitudes impensadas de seu marido. * Elas ficaram gravadas em sua memória. Por isso, o carinho que você sentia por ele se transformou em ressentimento. Parece que não existe outra saída a não ser suportar um casamento onde não existe amor, o que deixa você ainda mais ressentida com ele.
Não desanime, porque essa situação pode melhorar. Primeiro, porém, veja alguns fatos sobre o ressentimento.

O QUE VOCÊ PRECISA SABER




Guardar ressentimento pode destruir um casamento. Por quê? Porque isso enfraquece os alicerces do casamento, como o amor, a confiança e a lealdade. De certo modo, o ressentimento não é resultado de um problema marital, ele é um problema marital. Não é à toa que a Bíblia diz: “Sejam tirados dentre vós toda a amargura maldosa.” — Efésios 4:31.
Guardar ressentimento impede o casamento de seguir adiante
A pessoa que guarda ressentimento prejudica a si mesma. Guardar ressentimento é como dar uma bofetada em si mesma e então esperar que a outra pessoa sinta a dor. “O membro da família que é o alvo de seu ressentimento pode estar tranquilo, de bem com a vida e nem um pouco incomodado com a situação”, escreveu Mark Sichel em seu livro Healing From Family Rifts (Como se Recuperar de Desavenças Familiares)A conclusão? “O ressentimento fere mais você do que a pessoa com quem você está ressentido”, diz o autor.
Guardar ressentimento é como dar uma bofetada em si mesma e então esperar que a outra pessoa sinta a dor
Guardar ressentimento é opcional. Algumas pessoas podem questionar isso. Elas talvez digam: “Se eu estou ressentida, a culpa é do meu marido.” O problema é que quem pensa assim está se concentrando em algo que não pode controlar — as ações de outra pessoa. A Bíblia dá uma alternativa: “Prove cada um quais são as suas própria sobras.” (Gálatas 6:4) Não podemos controlar o que outra pessoa diz ou faz, mas podemos controlar nossa reação a isso. Guardar ressentimento não é a única opção.

 O QUE VOCÊ PODE FAZER

Reconheça que é você quem decide guardar ou não ressentimento. É fácil culpar a outra pessoa. Mas lembre-se: guardar ressentimento é uma escolha; perdoar também é. Você pode escolher seguir o conselho bíblico: “Não se ponha o sol enquanto estais encolerizados [ou seja, com raiva].” (Efésios 4:26) Quando você está disposta a perdoar, você consegue ter uma atitude mais positiva ao tratar de problemas em seu casamento. — Princípio bíblico:Colossenses 3:13.
Avalie-se honestamente. A Bíblia reconhece que algumas pessoas são ‘dadas à ira’ e ‘dispostas ao furor’. (Provérbios 29:22) Será que você é assim? Pergunte-se: ‘Costumo guardar mágoa? Fico ofendida com facilidade? Tenho a tendência de criar caso sobre coisas pequenas?’ A Bíblia diz que “quem fica lembrando [um] assunto estraga a amizade”. (Provérbios 17:9Bíblia na Linguagem de Hoje; Eclesiastes 7:9) O mesmo pode acontecer no casamento. Então, se você costuma guardar ressentimento, pergunte-se: ‘Será que eu poderia ser mais paciente com meu marido?’ — Princípio bíblico: 1 Pedro 4:8.
Decida se vale a pena discutir o assunto. A Bíblia diz que há “tempo para ficar quieto e tempo para falar”. (Eclesiastes 3:7) Você não precisa conversar sobre cada coisa que a incomode; às vezes, é melhor não dizer nada e simplesmente esquecer o assunto. (Salmo 4:4) Se você realmente precisa conversar sobre um assunto, espere até ficar mais calma. Uma mulher chamada Beatriz conta: “Quando fico magoada com meu marido, tento primeiro me acalmar. Às vezes, eu me dou conta mais tarde de que o que ele fez não foi tão sério assim, daí fica mais fácil falar com ele de modo respeitoso.” — Princípio bíblico: Provérbios 19:11.
Entenda o que significa “perdoar”. Na Bíblia, o verbo “perdoar” às vezes é traduzido de uma palavra que, no idioma original, passa a ideia de deixar algo ir embora. Perdoar, então, não quer dizer que você deve minimizar a ofensa ou fingir que ela nunca aconteceu. Perdoar envolve decidir deixar passar a ofensa, entendendo que guardar ressentimento pode prejudicar mais sua saúde e seu casamento do que a ofensa em si.

Nenhum comentário:

Postar um comentário