Um Recado Para Você!

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Carência Efetiva

Resultado de imagem para carencia afetiva "Quanto a mim, feita a justiça, verei a tua face; quando despertar ficarei satisfeito ao ver a tua semelhança." (Sl. 17:15)
A mulher carente não consegue reconhecer o seu próprio valor sem receber do outro o devido elogio, atenção demasiada e frequentes declarações de amor, sejam em palavras e/ou atitudes.

Geralmente mulheres dependentes não andam se não tiverem o companheiro do lado, não tomam atitudes e nem se posicionam se não tiverem apoio. Sua principal característica é a insegurança - que a impede de decidir sobre vários aspectos da vida.

O medo da perda e a excessiva necessidade de um retorno do que os homens (marido, namorado), possam lhe oferecer, trazem uma tormenta sobre a autoestima e consequências sérias no dia a dia, nos relacionamentos.

Filhos, amigos, chefes, pastores... pessoas em seu círculo de convívio acabam percebendo essa co-dependência da mulher carente e por mais que tentem ajudar, ela sempre está com a sensação de que ninguém a ama de verdade.

Os fantasmas começam a surgir quando o comportamento começa a ameaçar o casamento e as outras relações com perguntas do tipo: "você me ama?", "Porque você está diferente hoje?". "Porque você não está me dando atenção?"...

O efeito rebote  

Todos nós temos a expectativa de receber amor de alguém. No casamento, são felizes aqueles que se casam com a finalidade de fazer o outro feliz. E isso só consegue quem já exala felicidade. Quando somos cheias do Espírito Santo, através dos frutos do Espírito, temos atitudes louváveis onde teremos condições de despertar a satisfação do convívio na vida de alguém. Não é por obrigação e sim, por afinidade e apreço.

Todavia, mulheres dependentes e depressivas perdem a sua identidade, esmagam a relação cortando a liberdade de ambos, tem excesso de cobranças, agem de maneira imatura, choram por motivos insignificantes, fazem tempestades em um copo d´água, não são resilientes, não sabem lidar com perdas e frustrações e acabam sendo um peso na vida de quem se relaciona com ela.

Esse comportamento acaba gerando o afastamento dos entes queridos e muitas das vezes, separações, não por falta de amor, mas porque o companheiro não suportou mais o efeito auto-destrutivo da relação.


Quando a mulher carente afeta os filhos


Existem mulheres que, ao externarem a sua carência, acabam afetando o psicológico dos filhos promovendo um abuso emocional ao exigir que supram uma necessidade interna dela, que nem eles mesmo tem condições de preencher. Filhos precisam de pais que façam o seu papel na vida deles. Exigir que eles demonstrem um carinho que não receberam, por causa de uma relação de "mão única", vai desenvolver neles também a tristeza de se sentir incapazes de doar algo que eles não tem (amor).

A cura dessa co-dependência requer uma confissão a Deus de que alguém ou algo foi colocado no lugar do Senhor no coração. Existe um lugar dentro da nossa alma que anseia pelo nosso Criador.

"Ele fez tudo apropriado a seu tempo. Também pôs no coração do homem o anseio pela eternidade; mesmo assim este não consegue compreender inteiramente o que Deus fez. (Eclesiastes" 3:11)
 Entender e reconhecer que o vazio que o ser humano tem só é preenchido com a presença de Deus é o primeiro passo para se libertar da carência afetiva.

Ter a iniciativa de retomar os seus projetos de vida, construir a sua história, seu ministério e caminhar rumo ao caminho determinado pelo Senhor para a sua vida é necessário para que comece a fluir uma sensação de satisfação interna e amor próprio. E a partir daí, a felicidade no dia a dia, em casa, no trabalho, na igreja, irá aflorar e essa mulher será bênção na vida dos que a rodeiam!

Ore ao Senhor para que Ele preencha o seu interior completamente, libertando-a da prisão da carência e baixa autoestima. Só assim, poderá não só beber da água que verdadeiramente sacia a sede, como também, será uma fonte, um rio de águas vivas!
Você é mais que vencedora, amada e escolhida por Deus. Creia!

http://www.projetomulheresvirtuosas.com.br/2016/09/carencia-afetiva-saiba-o-porque-voce.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário