Um Recado Para Você!

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

EU VI O SEU MARIDO...

Quando conhecemos verdadeiramente o SENHOR DEUS, descobrimos uma das características mais valiosas do Seu caráter: o de dar vida em abundância a uma árvore cortada. Assim como bem afirmou Jó: “Porque há esperança para a árvore que, se for cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus renovos. Se envelhecer na terra a sua raiz, e o seu tronco morrer no pó, ao cheiro das águas brotará, e dará ramos como uma planta” (Jó 14:7-9).

Eu vi o seu marido. Ele era como aquela árvore que fora cortada por causa dos pecados, um marido envelhecido, sem valor algum no seu caráter. Um homem que só conheceu os caminhos maus e não valorizou a família de sua mocidade que DEUS lhe deu. Sim, a família da mocidade é bênção do SENHOR. É como um presente que ele recebe de DEUS, mas que, com o tempo, ele estraga e destrói. 

Seu marido, ó mulher repudiada, foi para o mundo, viver as delícias tristes e mortais do mundo. Fora como o filho pródigo que pegou a parte que lhe cabia, e foi viver deliberadamente no pecado. Foi curtir as farras com os amigos e beijar os lábios da mulher adúltera. Deixou, em sua casa de origem, os filhos sofrendo e a esposa completamente abandonada. Ela agora terá que cuidar de tudo, mesmo a Bíblia afirmando que ela é como um vaso muito frágil e que deve ser submissa a ele.

Eu vi o seu marido, vagando pelas praças, bares, cabarés, todo feliz. O diabo já cauterizou a mente dele e o fez transitar por caminhos de morte. Ele é exatamente a árvore que fora cortada, segundo escreveu Jó. Toda árvore extirpada da raiz, o seu tronco envelhece até morrer. Mas a sua raiz não morrerá porque ela contém a promessa de DEUS. Do pequeno tronco que ficou preso a ela no chão, nascerão novos galhos, novas folhas, novos frutos. Porque DEUS não se esquece daquele a quem ELE fez promessas. Quem tem promessas do SENHOR não morrerá jamais, mas voltará ao seu lugar de origem. Ninguém se esquece do caminho de volta para casa. Como aquele filho rebelde que pedira a sua parte da herança ao pai para viver deliberadamente no mundo. Seu pai não o impediu. DEUS permitiu. E ele chegou ao ponto de passar muita fome e desejar comer as bolotas com os porcos. Essa é a consequência do pecado. Embora prazerosa, ao final deixa marcas profundas. E um dia, aquele filho caiu em si, levantou-se da lama e seguiu o caminho de volta para a casa do seu pai. O pai o perdoou e fez uma festa em sua volta para casa.

Eu vi o seu marido. Ele era um homem arrogante, ignorante, cheio de más intenções. Um coração preso ao pecado. Violento, agressivo, irresponsável. Um homem que nem parecia aquele quando você o conheceu e pediu você em casamento. Eu vi o seu marido mesmo sem conhecê-lo pessoalmente. Ele tinha o semblante do homem que conheci vagando por uma loja que vendia canetas sofisticadas, aqui em Brasília, Distrito Federal. Boa aparência, elegante, estabilizado profissionalmente. Ninguém dizia que ele fora um péssimo marido e entregou a sua esposa ao relento. Por fora, um homem com semblante maravilhoso. Por dentro, uma fonte seca, clamando por água. Sabe aqueles homens que quando encontra um cristão faz questão de demonstrar que também é cristão, mesmo com uma vida totalmente contrária ao que JESUS ensinou? Assim era aquele homem. Conversei rapidamente com o seu marido e não me esqueci de deixar-lhe um cartão do Ministério de restauração familiar. Eu nem sabia da sua real situação. Tudo propósito de DEUS.

O tempo passou e nunca mais soube notícias dele. Como o pai da passagem bíblica do filho pródigo. Mas DEUS nunca tirou os Seus preciosos olhos daquela terra seca. Porque de um deserto, DEUS faz jorrar mananciais de água viva: “Não vos lembreis das coisas passadas, nem considereis as antigas. Eis que faço uma coisa nova, agora sairá à luz; porventura não a percebeis? Porei águas no deserto, e rios no ermo, para dar de beber ao meu povo, ao meu eleito” (Isaías 43:18-20).

Dessa forma, ontem, o seu marido me procurou para abrir o coração. Falou a verdade sobre o seu interior. Contou-me que há quase dois anos repudiou você, que era muito ignorante, hostil; que não valorizou a família como DEUS determina e que está sendo transformado pelo poder do Espírito Santo através de tudo o que ele lê e ouve de nossas publicações no Ministério. Alegrou-se em DEUS pela minha vida e disse que vai buscar o melhor caminho: o da restauração familiar.

Ontem vi o seu marido. E, para ser mais específico: eu me vi nele. Ele verdadeiramente era um novo homem, um ser transformado pelo SENHOR. Um marido que vai te amar como CRISTO amou a sua igreja e por si mesmo deu a vida por ela; e que nunca mais vai sair de casa porque está voltando pela ação exclusiva do Espírito Santo. DEUS faz assim. Quando uma esposa luta e espera por aquilo que é justo, o SENHOR ouve a sua oração e a restitui milagrosamente. Vejamo-nos uns nos outros, à imagem e semelhança do SENHOR. Somos todos falhos e DEUS nos ama do mesmo jeito. ELE nos ensinou a lição mais preciosa com o IDE E FAZEI DISCÍPULO: o de não desistirmos da vida de ninguém. Exerçamos misericórdia para alegrar Aquele que é misericordioso conosco.

Se você antes duvidava do milagre em seu casamento, saiba que o DEUS que fez e faz na vida desse marido, é o mesmo DEUS que não faz acepção de pessoas e que vai resgatar também o seu marido. Ele será como as novas raízes que nascerão ao cheiro suave das águas. Assim será a sua nova casa, a sua nova família, o seu novo casamento, mas, claro, com um marido transformado pelo SENHOR. Creia e espere no SENHOR!



FERNANDO CÉSAR 

Nenhum comentário:

Postar um comentário