Um Recado Para Você!

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Crise no Casamento: Quem tem que Mudar?


Crise no casamento como resolver

Você deseja ter um casamento feliz? 
Está disposto a fazer o necessário para viver o que sonha?
Já parou pra pensar sobre qual é o verdadeiro motivo, a raiz da crise no casamento? 

Quando um casamento entra em crise, seja pelo motivo que for, o que costumamos ver é sempre um acusando o outro pelo erro, o problema está sempre no outro, é ele (a) quem tem que mudar, que teve as atitudes erradas, que prejudicou o casamento e bla.bla.bla… Mas o que muitas vezes não nos atentamos é para o fato de que nós mesmos precisamos mudar. É muito mais fácil acusar o outro e culpá-lo pela crise no casamento e nos esquecermos de olhar para o nosso próprio umbigo. É fato que, em muitos casos, um dos cônjuges pode realmente ter mais “culpa no cartório” do que o outro, mas a verdade é que acusações e exigências só levam a atitudes de autopreservação, pois quando alguém se sente acusado, automaticamente tomará a postura de defesa, mesmo que esteja errado, é natural do ser humano.


Uma simples mudança de foco e de comportamento pode resolver uma avalanche de problemas, até mesmo a crise no casamento. Você se sente injustiçado pelas circunstâncias e pela conduta do seu cônjuge? Já parou pra pensar que a sua modificação de postura diante das situações pode reverter na mudança que tanto deseja que aconteça? É isso mesmo, muitas vezes a nossa postura  e até mesmo a forma como enxergamos um problema ou como iniciamos a abordagem do assunto com nosso cônjuge ou como encaramos uma atitude ou uma situação da qual desaprovamos podem desencadear exatamente aquilo que não desejamos.

Crise no casamento é mais ou menos assim, imagine que você sempre grita com seu marido ou reclama porque ele deixa a toalha molhada em cima da cama, normalmente quando um homem ouve uma mulher gritando ou reclamando ele se foca na reclamação e não no problema porque ele já está cansado de ouvir a mesma coisa, claro que seria bem mais simples se ele parasse de fazer isso, assim você não reclamaria mais e ele não ouviria mais o que não gosta, não é mesmo? Mas quando não acontece uma mudança verdadeira de comportamento, você pode atá parar de reclamar da toalha molhada, mas encontrará outro motivo para reclamar e o círculo vicioso permanece.

Você já tentou explicar pra ele (a) o motivo pelo qual não gosta que ele (a) faça determinada coisa?Já tentou conversar ao invés de brigar? Será que o excesso de stress não está gerando mais problemas do que o fato em si?


Independente se o seu problema é a toalha molhada em cima da cama ou algo muito mais grave, o fato é que a nossa alteração de foco pode nos ajudar a encarar a vida com muito mais leveza e a resolvermos questões que podem nem ser são tão relevantes assim quanto o caos que elas trazem para o relacionamento, muitas vezes sendo os geradores da crise no casamento.


A verdade é que não só o seu cônjuge tem que mudar, mas você também. Os casais se frustram porque um fica tão irritado e estressado com o que o outro faz que esquece de olhar para si mesmo. Seu foco deve ser o seu próprio comportamento, não o dele ou dela. Você só pode mudar a si mesmo. Portanto, desista de ficar pressionando ou cobrando mudanças na outra pessoa. Foque suas energias em melhorar como marido ou esposa, e como pessoa.


Seu cônjuge reconhece que precisa mudar? Ele(a) tem se esforçado para isso? Então dê-lhe espaço e tempo para mudar. Se ele(a) quer mudar mas não consegue, sugira que busque ajuda de pessoas competentes: aconselhamento conjugal, algum familiar mais velho a quem ele(a) respeita, ou outra ajuda profissional específica.


Você já buscou ajuda em Deus pelo seu casamento? Não digo uma simples oração, mas uma luta verdadeira contra o mal entre vocês? Muitos problemas conjugais, crise no casamento têm um fundo espiritual e só podem ser vencidos com o auxílio da fé. Não faça do seu cônjuge seu inimigo, busque auxílio, converse com seu pastor, escolha ser feliz.


Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.
Efésios 6:12

Paula Caruza

Nenhum comentário:

Postar um comentário