Um Recado Para Você!

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

A PERFEIÇÃO DO MATRIMÔNIO



PRINCÍPIO O par perfeito é aquele que é apto para as obrigações domésticas. Tito 2:3-5 O matrimônio é, por natureza, obrigação com o lar. Ninguém poderá fugir disso. As mulheres casadas que trabalham fora sabem que o preço a pagar por viver fora do lar é muito alto. 

O ideal é que seus maridos pudessem sustentá-las, para que fossem mães perfeitas. Qualquer pessoa que estiver pensando em casar deverá lembrar que o lar será sua principal prioridade na vida. Casar, ter filhos e viver fora do lar ou entregá-los a terceiros consiste na própria contradição do casamento.

Muitos casais abandonam seus lares e seus cônjuges porque não estavam preparados para assumir um lar. Portanto, é necessário que os jovens observem duas qualidades muito preciosas que devem ser procuradas no homem e na mulher, para um matrimônio perfeito.  Primeiro, o rapaz deve observar se a moça tem aptidão para ser uma boa dona de casa, como recomenda o apóstolo Paulo. Algumas mães nunca ensinam as filhas os deveres domésticos, outras, simplesmente têm empregadas, e as filhas nunca foram acostumadas à vida do lar. 

Essas jovens, normalmente, não sabem quase nada em como lidar com um lar. Não aprenderam a cozinhar, não sabem fazer feira, não têm idéia das obrigações de um lar. No casamento, elas estão completamente perdidas. Observarão tristemente que o marido elogia o tempero de outra mulher, que uma empregada doméstica a substitui muito melhor, e pode receber a admiração do seu marido. Todas essas situações gerarão tensões, insatisfação, murmuração e até divórcio, o que tem acontecido com mulheres relaxadas demais. A boa dona de casa é aquela capaz de assumir qualquer cuidado do lar com competência. 

Essa era uma das primeiras características procuradas no meio do antigo povo de Israel. A questão de ser uma boa dona de casa não é uma questão opcional da mulher, mas é uma aptidão que a qualifica para assumir e cuidar de um lar, ou seja, perfeição para o casamento. Qualquer mulher que seguir uma direção contrária a esse rumo, acaba pagando um preço muito alto. É importante lembrar de procurar na mulher o prazer pelo lar. 

Mulheres que têm mais prazer em passar o dia fora de casa representará uma deficiência para o casamento, gerando certos tipos de problemas para os filhos e para o marido, e para si mesmo. Portanto, os rapazes nunca deveriam ficar encantados com mulheres que são profissionais fora de casa e que cumprem jornada de trabalho maior do que a do lar. Ao contrário, devem buscar mulheres que gostem do lar, e que sejam profissionais do lar; certamente serão excelentes mães, cuidadosas com o marido e os filhos, zelosas e edificadoras do lar. Segundo, as moças devem buscar nos rapazes as qualidades de um chefe de lar. 

O homem, por natureza, é o chefe. Deus estabeleceu as coisas dessa maneira. O que deve ser observado é a sua disponibilidade para as atividades do lar. Primeiro ele tem a responsabilidade de liderar o seu lar, e se estabelecer como o rei do seu pequeno reinado. É ele quem dá as ordens de direção para o funcionamento de seu lar. Cabe ao homem do lar ser corajoso e disposto para prover a proteção e o bem-estar da família. Também é sua responsabilidade sustentar a família e prover tudo o que for necessário para a saúde e o conforto dela. 

A aptidão para consertar as coisas da casa, tomar providências em qualquer situação difícil do lar, organizar e cuidar da manutenção da casa, são características essenciais do sexo masculino que devem ser buscadas no par perfeito. Moças e rapazes, nos quais não são encontradas as qualidades acima citadas, ainda não estão maduros para o casamento. 

Tentar amadurecer dentro do casamento redunda em muitas tribulações e desentendimentos, acrescentando um fardo ainda maior de tribulação na carne. O casamento não foi instituído para testes. É importante que aqueles que escolheram entrar no matrimônio estejam amadurecidos para tal. Nisto consiste a perfeição do matrimônio. princípio aperfeiçoa o matrimônio evitando que o papel do homem e da mulher, macho e fêmea, dentro do casamento, seja invertido.


Prof. Rev. Moisés C. Bezerril

Nenhum comentário:

Postar um comentário