Um Recado Para Você!

domingo, 7 de setembro de 2014

Nossos Primeiros Anos

Esta palavra visa instruir o jovem casal sobre os primeiros anos de casados; capacitá-los a enfrentar as dificuldades e acomodações dessa fase; evitar que cheguem à fase adulta do casamento com traumas provocados pelos primeiros anos de casados; fazer com que desfrutem ao máximo as descobertas dos primeiros anos e prepará-los para o futuro crescimento da família com a chegada dos filhos.

A Importância dos Primeiros Anos

Infelizmente, encontramos um grande número de casais em nossos dias que estão enfrentando problemas, como consequência de traumas trazidos dos primeiros anos de casados, provocados, na maioria das vezes, por desconhecimento ou por descuido. Passado a lua-de-mel, ou até durante, os problemas começam, pegando o jovem casal despreparado e sem a experiência necessária para suportar as dificuldades. São tantos os motivos que causam tais problemas que seria difícil enumerar cada um, mas na medida do possível, quero tratar de alguns.

Devemos procurar na Bíblia o que ela nos diz a respeito dos primeiros anos.

Nela encontramos alguns princípios que deverão nortear a vida do jovem casal. Aliás, a Bíblia precisa recuperar o seu lugar na orientação de todo casal, quer jovem ou não. A Palavra de Deus tem sido deixada de lado em favor de muito aconselhamento e de tantos outros livros.

Vejamos, então, o que ela nos diz:

O Valor Bíblico para os Primeiros Anos

A Bíblia relata o cuidadoso zelo do Senhor para com os primeiros anos do casamento. A preocupação, da primeira página até a última sobre este assunto, é com a estabilidade e a consequente durabilidade do matrimônio.

Em momento algum passa pela cabeça de Deus a instabilidade e a pouca duração do casamento. Expressões tão usadas hoje em dia como, “vamos tentar, se não der certo a gente acaba”, jamais esteve nos planos de Deus para o casal. Muito pelo contrário! Nós o encontramos proferindo o seguinte: “Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar- se-á à sua mulher, e serão ambos uma só carne” Gênesis 2.24. Ou ainda: “Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não separe o homem”. Mateus 19.6.

“Põe-me como selo sobre o teu coração, como selo sobre o teu braço, porque o amor é forte como a morte, e duro como a sepultura o ciúme; as suas brasas são brasas de fogo, labaredas do SENHOR”. Existem tantos outros textos e todos eles vêm mostrar o zelo do Senhor. Ele é Deus zeloso!

Há um texto, em particular, que é muito significativo para os recém-casados. Encontra-se em Deuteronômio 24.5 “Quando algum homem tomar uma mulher nova, não sairá à guerra, nem se lhe imporá carga alguma; por um ano inteiro ficará livre na sua casa e alegrará a sua mulher, que tomou”. O homem tem dever a cumprir, por isso “durante o primeiro ano de casamento ele não deveria retomar nenhuma tarefa que interferisse em sua presença no lar para promover felicidade à mulher que tomou”.

Ainda, diz o Senhor, que o jovem marido não deveria ir à guerra para que não houvesse o risco de morrer e outro homem viesse a tomar o seu lugar, e assim tomar a sua esposa. “E qual é o homem que está desposado com alguma mulher e ainda a não recebeu? Vá e torne-se à sua casa, para que, porventura, não morra na peleja, e algum outro homem a receba”. Veja isto aqui! Quem mais senão o Senhor Nosso Deus para ter este tipo de preocupação. As pequenas ações e atitudes num inicio de casamento repercutirão para sempre.

Há outro texto bíblico que nos chama a atenção. Ele se encontra em Provérbios 24.27 “Prepara fora a tua obra, e apronta-a no campo, e então edifica a tua casa”. Mostra a sua disposição em oferecer o melhor à sua futura esposa e família. É necessário, urgentemente, voltar para esta advertência da Palavra de Deus.

Os primeiros anos são base, o alicerce de todo edifícios, chamado casamento. Por isso as recomendações bíblicas e as experiências dos mais velhos são tão importantes. Se você deseja que seu casamento perdure, fique atento para estas exortações e orientações.

Para você que está iniciando uma vida a dois, lembrem-se sempre das palavras do rei Salomão, “o que acha uma esposa acha o bem, e alcançou benevolência do Senhor” Provérbios 18.22.

O Senhor é o provedor, o sustentador. É ele mesmo quem os capacitará a serem conforme ele tem planejado, e que, as palavras de Josué possam ser as suas: “… nosso lar servirá ao Senhor e só dele buscará a orientação”.

Que Deus os abençoe nesta linda caminhada!

Nenhum comentário:

Postar um comentário