Um Recado Para Você!

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Casamento: Jesus e a Igreja


 
"O casamento é um anuncio profético na terra
do que Deus tem nos céus para a aliança entre Jesus e a igreja."

O relacionamento conjugal é o símbolo do casamento entre Jesus e sua noiva ( Igreja ).

Maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela, para que a santificasse, tendo-a purificado por meio da lavagem de água pela palavra, para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, porém santa e sem defeito....Grande é este mistério, mas eu me refiro a Cristo e à igreja. (Efésios 5:25-27,32)

O casamento na Bíblia se dava em alguns passos:

1 - O despojo:  Os casamento naquela época ( e até em alguns países nos dias de hoje ) eram arranjado pelos pais dos noivos, onde estes prometiam seus filhos um ao outro. Um pacto. Uma promessa. Uma aliança.

2 - Os presentes: Eram dados a noiva pelo noivo ou seus familiares. Era uma forma de dote. Veja Gen 29:18-20

 3 - A espera: Era um período de preparo. Em alguns casos, a noiva se preparava durante um ano para o casamento. Onde ela diariamente tomava banhos perfumados e penteava muitas vezes os seus cabelos. A noiva se mantinha separada, e pura. Caso contrário o compromisso poderia ser rompido.

4 - As festa:  A noiva se preparava para a festa e ficava a espera do seu noivo. Em Cantares 2 podemos observar esse momento de espera, onde a noiva ouve a voz de seu amado vindo saltando pelos montes. Ao chegar ao encontro com a noiva, o noivo a convida a ir com ele.

A festa tinha duração de uma semana. ( Gênesis 29:21-23,27; Juízes 14:17)
A noiva não sabia o momento certo da chegada do noivo, e para isso deveria estar preparada.
O noivo geralmente chegava à noite. Os convidados, as donzelas e a noiva deveriam ter em mãos uma lamparina, cheia de azeite, e azeite de reserva para não deixar que a luz se apagasse, pois o noivo poderia chegar a qualquer momento, e se não tivessem luzes, não poderiam saber e festejar.

Assim que o noivo chegasse, ele e a noiva se entregavam ao amor, tornando-se então uma só carne.

Em vista disso, entendemos o relacionamento de Cristo com a Igreja.

Assim como no despojo, uma atitude de compromisso, Cristo fez promessas à noiva, e a igreja, ao se entregar a Jesus, também promete sua fidelidade à Ele.

Cristo, também deu presentes à sua noiva, pagando o "dote" para se casar com ela. Ele deu sua própria vida, um valor muito alto.
"Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela"

 A noiva encontra-se agora em momento de espera. Onde ela está se preparando para as bodas. Um período de santificação e pureza, onde ela será adornada e arrumada como uma noiva.
Jesus espera encontrar uma noiva   "gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, porém santa e sem defeito".

Não dá pra imaginar uma noiva entrando para o altar com suas roupas rasgadas, sujas, cabelos despenteados, não é? Assim, é a igreja. Ela não pode estar despreparada para o casamento. O noivo deseja se casar com uma noiva pura e santa.

O momento da festa, tão esperada pelos noivos, será o momento em que Jesus vem buscar a sua noiva para o banquete nupcial, que será dado na Glória, nos céus.

Como noiva, a Igreja precisa estar preparada e santificada para o encontro com o noivo. Não sabemos o momento em que o noivo virá, mas sabemos que Ele vem.

(Apocalipse 19:7) -  Regozijemo-nos, e alegremo-nos, e demos-lhe glória; porque vindas são as bodas do Cordeiro, e já a sua esposa se aprontou.
Não podemos deixar que falte azeite em nossas lamparinas. Precisamos ficar atentos ao instante da chegada do noivo amado.

E enquanto isso dizemos: Vem ! A noiva diz: Vem !

"(Apocalipse 22:17) -  E o Espírito e a esposa dizem.."


Esse relacionamento entre Jesus e a Igreja é o exemplo para o relacionamento entre marido e mulher. Onde o marido entrega à sua vida pela esposa e a esposa se entrega em fidelidade e pureza para o marido.

Andressa Dias

Nenhum comentário:

Postar um comentário