Um Recado Para Você!

segunda-feira, 21 de julho de 2014

A Importância da Concordância Mútua

De todas as famílias da terra só a vós vos tenho conhecido; portanto eu vos punirei por todas as vossas iniquidades. Porventura andarão dois juntos, se não estiverem de acordo? (Am 3:2-3)

Tenho visto muitas pessoas acreditarem que casando muitas coisas serão resolvidas. Algumas acreditam que basta casar e morar junto com uma pessoa para que as coisas se encaminhem. Outros afirmam em dizer que a questão do relacionamento se resolve com o tempo e como diz certa canção: “Daqui para frente, tudo vai ser diferente”.

Porém, o que temos visto na nossa sociedade é que questões como essas de relacionamento não são bem simples como muitos tem achado. Muitas vezes a falta de um diálogo entre o casal juntamente com incompreensão, o egoísmo e a falta de cumplicidade tem destruído muitas famílias. Outro fator que muitos não tem se dado conta o quanto é prejudicial é a falta de concordância mútua entre o casal.

Muitas casais cristãos acham que por serem “filhos de Deus” e conhecidos por Ele, acreditam que o relacionamento será uma benção do início ao fim. É necessário que entendamos verdadeiramente o papel que cada membro da família possui e a necessidade urgente de concordância em muitos relacionamentos.

Quando Deus criou a família disse:

“Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne”.
(Gênesis 2:24)

Jesus enfatizou também essa verdade e acrescentou:

“Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem”
(Mateus 19:6)

O que muitas pessoas não percebem é que desde o início na criação o Senhor preserva o vínculo da santidade e da unidade entre a família.

Se é uma só carne, então é um só pensamento, uma só motivação e acordo. Acordo significa aquilo que é se concorda, que está em concordância tanto de sentimentos quanto de idéias. Significa também concórdia, conformidade, combinação,ajuste,acerto e harmonia. Aliás, a palavra “concordarem” no original grego significa o mesmo que estar em harmonia, numa mesma sintonia , como uma bela sinfonia. Como uma orquestra precisa de um “mestre” e “regente” para realizar um bom concerto, assim são aqueles que “concordam”. Ninguém numa orquestra toca conforme a sua vontade, no seu tempo e no ritmo pois sabe que isso não fará com haja uma harmonia. No latim concordar vem de duas palavras “con cordis” que significa com o mesmo coração.

Por isso um casal e uma família sem harmonia é como uma orquestra desentoada e desafinada. Quem já ouviu um som esquisito de uma orquestra desentoada e desafinada sabe o que estou dizendo. É terrível de se ouvir !!! Assim também é um casal que nunca entra em acordo. Assim como numa canção a harmonia só virá quando estiverem num mesmo “acorde”, um relacionamento sadio e duradouro só virá quando estiverem num acordo mútuo , numa concordância mútua.

Por isso na orquestra da vida cristã se segue um só regente, “JESUS” e segue o que tá escrito nas partituras,ou seja, “A PALAVRA DE DEUS.”
Recentemente me hospedei numa casa onde o casal nunca entrava em acordo. O que um deles permitia na educação do filho o outro proibia. A criança ficava desnorteada não sabendo quem tava com a razão. A coisa mais prejudicial a criação de um filho é quando os pais não entram em acordo. E eu estava ali, em meio a guerra, na “faixa de gaza”. Jesus nos fala que um reino ou uma casa dividida não subsiste, ou seja, que não há chance de sobrevivência. Casais que vivem em discordando em muitos assuntos e que não pensam como UM tendem a viver um infelicidade juntos ou estarem prestes a se separar. E foi o que ouvi de um dos cônjuge que disse “não aguentaria muito tempo e que se não fosse o filho, já teria se separado antes.

Diz as Escrituras:

“E, se uma casa se dividir contra si mesma, tal casa não pode subsistir”.(Marcos 3:25)

Há algum tempo atrás quando morava em Porto Alegre ocorreu algo parecido. Havia saído de um dia cansativo de trabalho na loja que trabalhava. Era inverno e como todos sabem é um frio tremendo no sul do país . Mesmo assim, senti de Deus de visitar um casal e falar sobre sobre a responsabilidade de um casal. Tenho certeza que foi Deus que me pediu, essa visita, pois não há possibilidade de uma pessoa cansada e com frio ir aconselhar nas condições que estava. No começo a esposa confirmou cada palavra que saía da minha boca evidenciando aquela visita. O marido desconversava, embora sabia que viviam em “pé de guerra”. Mas a verdade é que embora sendo “crentes” eles não criam que Deus poderia fazer a diferença na vida deles. Ministrei a palavra de Efesios 5.22 e de 1 Corintios 7 falava sobre amor do marido, da submissão da esposa e da concordância que deve ter no relacionamento.

A realidade é que eles nunca entravam em acordo. E por não aceitarem as instruções do Senhor e não ouvirem a Sua palavra, acabei saindo daquela residência chateado, mas entendi o que significa para uma pessoa enviada de Deus, não ser recebida e sacudir a poeira dos pés (Mt 10:14) Muitos dessas famílias tem rachaduras em suas estruturas, pois quiseram construir do “seu jeito”.

O Senhor chama de “insensatos” aqueles que querem construir sua casa na areia. Por isso diz a palavra de Deus que quando cai a chuva e transborda e os ventos sopram com ímpeto e ela desaba e grande é a ruína(Mt 7:26).

“De nada adianta clamarmos: Senhor, Senhor se não fizermos a Sua vontade.” (Mt 7:21)

“O Senhor deseja que sejamos prudentes edificando a casa sobre a rocha que é Cristo.” (Lc 6:48).

A CONCORDÂNCIA NA ORAÇÃO

“Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na terra será ligado no céu, e tudo o que desligardes na terra será desligado no céu.
Também vos digo que, se dois de vós concordarem na terra acerca de qualquer coisa que pedirem, isso lhes será feito por meu Pai, que está nos céus”.(Mateus 18:18-19)

A CONCORDÂNCIA NA INTIMIDADE

“Não vos priveis um ao outro, senão por consentimento mútuo por algum tempo, para vos aplicardes ao jejum e à oração; e depois ajuntai-vos outra vez, para que Satanás não vos tente pela vossa incontinência.
Digo, porém, isto como que por permissão e não por mandamento.” (1 Coríntios 7:5-6)

A CONCORDÂNCIA ENTRE IRMÃOS NA FÉ

“Irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo suplico a todos vocês que concordem uns com os outros no que falam, para que não haja divisões entre vocês; antes, que todos estejam unidos num só pensamento e num só parecer.” (1 Cor 1:10)

“Rogo a Evódia, e rogo a Síntique, que sintam o mesmo no Senhor”. (Filipenses 4:2).
Outra versões diz: ” que pensem concordemente”, , “vivam em harmonia” ou que “vivam em paz no Senhor”.


Compartilhar
“Completai o meu gozo, para que sintais o mesmo, tendo o mesmo amor, o mesmo ânimo, sentindo uma mesma coisa”.(Filipenses 2:2)

O Senhor deseja que casais, relacionamentos, pais, filhos e Igreja de um modo geral entenda a importância de concordarmos em tudo. Como disse Jesus, se concordarmos seremos Um, aperfeiçoados em unidade para que o mundo saiba que Jesus é com o Pai (Jo 17:11;21;23)

Anderson Cassio Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário