Um Recado Para Você!

domingo, 9 de março de 2014

Ideias Estranhas sobre o Casamento



Estava lendo artigos sobre família na internet, e me deparei com a seguinte citação, que dizem ser de David Viscott: “Os relacionamentos raramente terminam porque repentinamente ficam sem vida. O que acontece é que pouco a pouco as pessoas deixam de manter o cuidado, tempo, amor e carinho que é necessário, se tornam preguiçosas ou ficam com medo de tentar algo diferente”.

Não sei se você entendeu o que o autor diz, mas para mim, o que saltou aos olhos foi perceber que não existe “infarto” no casamento. Ou seja, não existe um casamento que morra de um ataque do coração repentino. O término do casamento, na verdade, acontece aos poucos, como se fosse alguém com uma doença terminal, sem tomar as devidas providências. Os casamentos terminam porque um ou os dois cônjuges permitem que pequenas coisas, aos poucos, vão destruindo a intimidade e a proximidade do casal.

Pequenas atitudes, ou a falta delas, vão servindo para criar um muro de separação entre marido e mulher, e com isso, o ressentimento vai ficando cada vez mais forte, mais arraigado, e mais profundo na vida da pessoa. Por essa razão, quando um deles, ou os dois, se dá conta, já não sente mais nada ppela outra pessoa, e já não deseja mais continuar juntos.

Parte dessas coisas acontece porque muitas pessoas possuem ideias muito estranhas sobre o casamento. Pessoas que criam grandes expectativas, ou se agarram a crenças, que as impedem de tentar arrumar uma solução para os problemas, acham que se problemas estão acontecendo é porque se casaram com a pessoa errada. São muito diferentes uma da outra, e não tem como serem felizes. Por essa razão, a única alternativa que lhes sobra é o divórcio.

Pois bem, quero discutir duas ideias estranhas, e depois mostrar o que realmente torna um casamento algo feliz.

Ideia Um: Se um casamento tiver que ser feliz, ele será!

“Siga seus instintos. Naturalmente as coisas acontecem. A felicidade será alcançada se você encontrar a pessoa certa”. Esse é um dos grandes mitos do casamento. Para você ser feliz, basta apenas você encontrar a pessoa certa para você. Essa pessoa o/a fará feliz. Ele/ela já tem em si mesmo/a a capacidade de tornar sua vida a melhor que puder ser.

Assim, casais de namorados, quando encontram alguém assim, acham que encontraram sua alma gêmea, seu par perfeito. Nada poderia ser pior, pois sempre haverá problemas em um casamento. Não é possível que duas pessoas de mundos e realidades e educações completamente diferentes, comecem a viver juntas, e por essa razão, percebam que agora tudo será perfeito. Sempre haverá a necessidade de se adaptarem, e aprenderem como fazer a outra pessoa feliz.

Ideia Dois: O romance é a chave para um casamento feliz!

Outros acham que enquanto a pessoa com quem se casaram cultivar o romance, a paixão, o casamento serão felizes. Isso também é um grande erro. O romance é como o sal para o casamento.

Se você está preparando uma macarronada para o almoço, você coloca a pitada de sal a gosto. Só que quando você serve, ninguém fica elogiando o sal, dizendo o quanto o sal é importante, etc. As pessoas entendem que o sal é um ingrediente, e que sem ele muitos problemas surgiriam. Mas ninguém come por causa do sal. O sal é apenas um complemento.

Da mesma forma com o romance. Ele é como o sal para ser jogado sobre o trabalho duro e constante de partilhar a vida com outro ser humano. O romance alivia a carga, produz sorrisos e memórias maravilhosas, mas não significa que seja a única razão da felicidade.

IDEIA CERTA: A palavra chave para fazer um bom casamento é trabalho!

Você precisa trabalhar em seu relacionamento para torna-lo feliz.

Na verdade, precisamos mais que trabalho, precisamos de habilidade. Simplesmente ter vontade de fazer tudo para deixar um casamento feliz não quer dizer que teremos realmente a habilidade de fazê-lo funcionar. Essa habilidade se adquire com tempo e conhecimento. Quanto mais esperarmos para obter essas habilidades, mais iremos passar de um relacionamento doloroso para outro – cada um ajuntando uma série de críticas sobre o último relacionamento que acabou, e nos convencendo de que nunca seremos capazes de ser felizes com o cônjuge que possuímos. Agora, se buscarmos conhecer o que é necessário, se investirmos em aprender de nosso cônjuge, de aprender sobre relacionamentos, de como fazer a outra pessoa feliz, melhor será nossa vida.

Um casamento feliz precisa, exige, demanda que um marido e uma esposa estejam dispostos a aprender como fazer o casamento funcionar melhor, e como tornar a vida do outro mais agradável.

A dificuldade disso tudo é que, geralmente, e falou isso baseado mais em estereótipos do que em realidade, os homens são menos propensos a buscar ajuda do que as mulheres. Falo geralmente porque o que estou fazendo é uma generalização. Isso não quer dizer que todos os casos são iguais a essa visão. Pode haver muitas diferenças em seu caso. Sei que isso é uma visão estereotipada, mas quero que você saiba que apesar de os tempos mudarem as características predominantemente masculinas e femininas, o peso do estereótipo ainda é muito forte. Se em seu caso for diferente, ajuste os conselhos para sua situação específica, para sua personalidade e experiência.

Homens não gostam de discutir relacionamentos. Para eles, se nada está quebrado, nada precisa de conserto. O sexo masculino acha que a melhor coisa que se pode fazer por um relacionamento é deixar as coisas do jeito que está. Eles acham que se for tentar mexer em alguma coisa, pode ficar muito pior do que já está. Por outro lado, as mulheres adoram, com todas as forças, conversarem sobre a relação. Para elas, sempre há algo a ser aprendido para se melhorar. Vocês já percebem, com isso, que muitas coisas complicadas e diferentes podem ocorrer, levando a discussões.

É por isso que eu falei que para que um casamento seja realmente feliz, é necessário trabalho e habilidades. Há uma citação de Albert Einstein que diz mais ou menos o seguinte: “Os problemas significativos que enfrentamos não podem ser resolvidos no mesmo patamar de pensamento em que estávamos quando eles apareceram”. Isso quer dizer que se você quiser resolver seus problemas, não pode esperar continuando fazer as coisas do mesmo jeito, e pensando do mesmo jeito. Se quiser mudar, resolver a situação, será necessário pensar de uma maneira diferente, mudar de nível, olhar por outras perspectivas. Se você se arriscar para ir para um novo nível, tenho certeza de que verá seu casamento ganhar outras cores e outra realidade.

Por que não escolher esse momento, e tomar uma decisão de começar uma história diferente para vocês dois? Tudo é possível. Não espere mais. Chega de sofrer. Tome uma decisão de melhorar as coisas em seu lar, e tenho certeza de que você será bem mais feliz.

Agora, um último detalhe, mesmo que seu cônjuge não esteja disposto a procurar ajuda, a melhorar, saiba que só é necessário uma pessoa para que as coisas mudem. Existe uma dinâmica em seu relacionamento. Você e seu cônjuge já estão presos em determinados tipos de comportamentos e ideias, e muitas vezes ofensas, que parece que sempre levam à infelicidade. Saiba, entretanto, que só é preciso uma pessoa para mudar essa dinâmica, e quem sabe começar um processo de mudança total, fazendo você se sentir realizado com seu casamento. Só é necessária sua decisão de mudar. Por que demorar?

Que Deus abençoe sua família,

Osmar Reis Junior

Nenhum comentário:

Postar um comentário