Um Recado Para Você!

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

O LADO RUIM DO CASAMENTO

Alguém já disse que o casamento “não é um mar de flores”. E não é mesmo.

Se há uma instituição impregnada de problemas, essa é o casamento.

Em um casamento, casais discutem,  desentendem-se, brigam, outros até brigam em excesso, ficam de mal feito criança, dormem em camas separadas, falam mal um do outro às outras pessoas, traem-se…

No casamento tem de tudo: problemas financeiros, opiniões divergentes, esfriamento sexual, intromissão no dever do outro, dos familiares, amigos… Todo mundo sente-se no direito de meter a mãozinha…

Na vida de casados, um magoa profundamente o outro.

Algumas vezes até se separam, dizem não aguentar mais o outro.

O casamento se transforma em um ringue, onde, de casais apaixonados tornam-se opositores, inimigos, adversários.

Ele é bem diferente da fase de conquistas, do namoro, do noivado.

Com tanta coisa ruim, parece que não há esperanças.

Não há pobre nem rico. Não há mundano ou cristão. Não há acepção de nível social e não importa se foi apenas no Civil ou no religioso. O casamento existe para ser ressuscitado, restaurado, amado, posto no altar de nossas ambições pessoais e refletido.

Precisamos entender que não foi religião alguma que criou o casamento, nem homem algum.

O casamento foi inventado, criado, desenhado, arquitetado, projetado e finalmente executado por DEUS.

DEUS não é um homem que se zomba, que se escarnece, que falha nas palavras. E o casamento não é uma mercadoria com nota fiscal de troca nem uma roupa, quando desgastada, joga-se fora e troca-se por outra.

Casamento, apesar de todos os problemas, está aí como testemunha se cumprimos ou não uma das grandes vontades e realizações do PAI.

É bom, a partir de hoje, você procurar onde está o seu casamento, o seu real e verdadeiro casamento para DEUS, enquanto há tempo. ELE irá também te cobrar disso.

Procure e veja se você não o deixou esquecido em uma caixa mofada e empoeirada pelo tempo. Enquanto você estiver vivo, há esperança de ressuscitar o que antes havia perdido ou morto. Quem foi a sua primeira esposa? E quem foi o seu primeiro marido? Onde ele ou ela está? Na China? No Japão? Esquecido em alguma choça africana por aí? Ou está enrolado no pecado do adultério com algum outro corpo que não lhe pertence, que o tempo ameniza, mas DEUS não se esquece?

Quem foi que disse que você estava certo ao tomar essa decisão? Foi DEUS? Não, não foi. Foi algum homem usando o nome de DEUS indevidamente…

Você jamais conseguirá viver na presença de DEUS, se não procurar resgatar o seu casamento, o presente que DEUS te deu e que você não soube valorizar.

Pense um pouco…

DEUS cobrará duramente pelas suas escolhas. O dia é hoje; o tempo é agora. Basta você orar e dizer a DEUS dessa sua vontade de obedecê-LO, de querer o seu casamento de volta… Diga que você já se arrependeu e que é melhor viver um casamento correto, cheio de problemas e dificuldades, do que um relacionamento errado, impregnado de prazer carnal e felicidade momentânea…

FERNANDO CÉSAR

Nenhum comentário:

Postar um comentário