Um Recado Para Você!

terça-feira, 23 de julho de 2013

A Cura da Amargura na Família


Gênesis 26:34-35
-Introdução: A família de Isaque e Rebeca foi marcada por amargura devido a contendas entre seus dois filhos Esaú e Jacó, e posteriormente pela desobediência de Esaú se casando com mulheres de outros povos, que levaram outros deuses e amarguras para aquela casa. Amargura é comparada na Bíblia com espinhos que se alastram pela terra dando amargura a quem cuida do terreno (Hebreus 12.14-17). É como algo Amargo que se come e o gosto fica mesmo se comer algo doce.-.
Por isso a Bíblia diz para não se pôr o sol sobre a nossa ira (Efésios 4.26), porque se deixarmos a ira para amanhã ela pode crescer e se enraizar e tomar conta do nosso coração prejudicando outras pessoas.
Como curar amargura na família?
Através da cura na família de Isaque e Rebeca podemos aprender sobre como curar a amargura na família baseando também nas orientações do apóstolo Paulo no Novo Testamento:


1- Cura da amargura do Marido: Colossenses 3.18
A esposa ter SUBMISSÃO ao marido cura a amargura no coração deste. Submissão é estar sob a mesma missão, como Deus disse ao criar a mulher que seria uma auxiliadora idônea (Gênesis 2.18). O marido fica feliz quando a mulher lhe ajuda. Rebeca foi submissa ao se abrir contando ao seu marido a respeito de problemas com seus filhos (Gênesis 27.42).
A mulher pode curar a amargura do marido sendo submissa.

2- Cura da amargura da Esposa: Colossenses 3.19
A mulher e curada da amargura quando o marido tem AMOR pela Esposa como Cristo ama sua Igreja (Efésios 5.25) e não conforme o amor do mundo. Isaque amava Rebeca e  orou por sua mulher para que pudesse ter filhos (Gênesis 25.21).
O homem pode curar amargura da esposa amando-a.

3- Cura da amargura dos Pais: Colossenses 3.20
Os pais são curados da amargura quando os filhos andam em OBEDIÊNCIA para com seus pais em tudo (Efésios 6.1-3) como diz o texto. Obedecer quando a vontade do Pai e da mãe é a nossa é fácil, mas quando não é, fica difícil. Por isso é importante obedecer em tudo.
Quando Rebeca acolheu mais a Jacó do que Esaú, eles sofreram amargura.
Os filhos curam amargura nos pais através da obediência.

4- Cura da amargura dos Filhos: Colossenses 3.21
A amargura dos filhos é curada quando os pais têm PACIÊNCIA com eles e não os provoquem à Ira fazendo coisas que não lhes agradam (Efésios 6.4).
É preciso haver união, pois um reino dividido não subsiste (Marcos 3.24) e não podemos servir a dois senhores (Lucas 16.13). Por isso o pai e a mãe devem entrar em acordo para não dividir os filhos confundindo-os. 
Os pais curam amargura nos filhos quando são pacientes.

5- Cura da amargura dos Irmãos: Gênesis 33.1-4
Esaú e Jacó foram inimigos por 20 anos e guardaram amargura do passado. Mas Jacó mandou presentes à frente e foi se humilhando pelo caminho e se reconciliou com seu irmão.
Para irmãos é importante a RECONCILIAÇÃO, mesmo que sem palavras (que talvez acabe em acusações), mas com expressões como se humilhar, abraço, beijos, choro de arrependimento.
Um irmão deve perdoar o outro para ser curados da amargura.
Deus cura a amargura na família!

CONCLUSÃO: Isaías 53.4,5
Mesmo que talvez seu familiar não esteja aqui para ouvir esta mensagem e saber que pode curar sua amargura, saiba que Jesus está aqui e Ele pode curar você.
Deus quer que você ajude a curar a amargura de outras pessoas e que sejamos sarados por Ele para aliviar outras vidas.
Jesus levou sobre si toda a amargura do mundo e quer abençoar nossa família curando pelo seu sangue.

AD



Um comentário: