Um Recado Para Você!

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Expectativas Femininas



















"Tenho-vos dito estas coisas, para que em mim tenhais paz. 
No mundo tereis tribulações; mas tende bom ânimo, 
eu venci o mundo”. (Jo 16.33)

Muitas vezes nos frustramos com as pessoas, imaginando que 
teriam certo tipo de comportamento igual ao nosso pensamento,
 mas esquecemos que são indivíduos completamente 
diferentes de nós.

Muitas vezes as expectativas que colocamos na nossa vida adulta,
 refletem ou tentam suprir aquilo que não tivemos na nossa infância.

Por exemplo, se você não foi uma criança muito elogiada terá a
 necessidade de receber elogios e incentivos de amigos e familiares, 
assim como o filho que teve uma mãe superprotetora tende a ter a 
necessidade de uma figura materna como apoio sempre próximo, 
muitas vezes transferindo o papel de mãe para a esposa e cobrando 
dela as mesmas atitudes.

Porém a sua falha em não compreender que são pessoas completamente
 diferentes de ti pode ser infinitamente maior que a capacidade 
deles em corresponder, gerando atritos diversos, caso não esteja 
a altura de suas perspectivas, mas então é hora de analisar a sua 
atitude e ver se não está cobrando demais dos seus próximos.

“Eu, porém, vos digo que todo aquele que se encolerizar contra
 seu irmão, será réu de juízo; e quem disser a seu irmão: 
Raca, será réu diante do sinédrio; e quem lhe disser: Tolo, 
será réu do fogo do inferno”. (Mt 5.22)

O pior que algumas dessas pessoas guardam magoas destas que 
não lhe corresponderam e muitas trocam diversas vezes de parceiros,
 de namorados e não encontra nenhum a altura delas. Pois algumas 
mulheres não conseguem encontrar ninguém, pois exigem demais
 de seus parceiros, ou seja, as suas expectativas são muito altas.

Tenho atendido muitas mulheres que tem sido vitimas das frustrações
 de seus maridos, pois transferem para elas todos os seus desejos, não
se preocupando nem ao menos em conhecer o que suas esposas
 pensam a respeito do que tanto exigem. Não conseguem enxergar 
que são apenas pontos de vistas diferentes e cobram delas atitudes
 como as que acham que elas deveriam ter.

A Bíblia diz
: “Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma 
do pão e beba do cálice” (I Co 11.28), a Psicologia prega que quando 
você gasta muito tempo julgando os outros, perde a oportunidade
de julgar a si mesmo. E a Bíblia nos ensina justamente ao contrario.

“E por que vês o argueiro no olho do teu irmão, e não reparas na trave 
que está no teu olho?” (Mt 7.3)

Existem ainda as pessoas que nunca admitem seus erros e sempre 
colocam a culpa no outro. Muitas vezes usando de artifícios 
dissimuladores, mentiras e malicia para não reconhecer suas falhas.

Infelizmente com isso perdem grande oportunidade de crescimento, 
pois a Palavra de Deus nos ensina a pedir perdão, reconhecer nossas
 falhas e buscar o padrão Maximo de santidade: “porquanto está escrito:
 Sereis santos, porque eu sou santo”. (I Pe 1.16)

E ser santo significa buscar a justiça, andar nos caminhos do Senhor, 
pregar o amor, a bondade, a benignidade, pois Jesus quando esteve 
aqui em seu Ministério Terreno, pregou que deveríamos ser mansos
 e humildes, nisso está incluído reconhecer nossos erros.

Não é vergonha reconhecer seu erro, a vergonha consiste em mentir
 para si mesmo tentando passar uma imagem que já caiu por terra
 há muito tempo, que é a síndrome da perfeição.

Abra o seu coração, exponha seus sentimentos, desejos, seus sonhos
 para quem você ama e verá que Deus vai lhe abençoar e o carinho 
fluirá muito mais na sua vida, ao invés de se esconder atrás de 
frustrações do passado, acusações sem fundamento ou expectativas 
não expressadas.

“Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união!” (Sl 133.1)

Que o Espírito de Deus fale melhor a cada coração e que realmente
 possa haver maior compreensão e união entre o povo de Deus.

Miss. Adriana Fonte  
Aconselhamento Cristão, Psicologia


Nenhum comentário:

Postar um comentário