Um Recado Para Você!

terça-feira, 30 de agosto de 2011

LIBERTANDO-SE DO RESSENTIMENTO




O ressentimento é formado da amargura e da raiva que sentimos das pessoas. 
Ele causa tensão, ansiedade e sentimentos de raiva que, 
se não forem controlados, podem trazer problemas emocionais  e físicos. E você, tem vivido ressentido? Você tem alimentado ódio, raiva ou inveja de outra pessoa? Está evitando falar de algum assunto ou de algum acontecimento do passado, ou até mesmo
 evitando falar de alguém? Se esses sintomas tem feito parte de sua vida, tome cuidado. Você pode ser uma pessoa cheia de
ressentimento. 

O ressentimento é algo que precisa ser removido de nossas vidas. 
Lembra da oração de Jesus? “Perdoa-nos as nossas dívidas, assim como temos perdoado aos nossos devedores” (Mateus 6.12). 

Quando o Mestre explicou essa oração, Ele disse que Deus nos
 perdoa tanto quanto nós perdoamos também. E se não perdoamos, 
também não nos sentiremos perdoados. Pra quê então ficar guardando
 mágoa? Além de não desfazer a ofensa, esse ressentimento só tem o 
poder de nos adoecer a alma e o espírito. Quer ter uma vida saudável?
 Perdoe de todo o coração as pessoas que magoaram você e desfrute 
da paz que excede todo o entendimento.

PORQUE OVELHAS NÃO CHAFURDAM?



Era uma vez uma ovelinha que, junto com sua mãe, 
passava em frente de um chiqueiro todos os dias a caminho do pasto. 
Os porcos se divertiam tanto rolando na lama que num dia de muito
 calor a ovelinha pediu à mãe que a deixasse pular a cerca 
e chafurdar na lama fresca.
A mãe respondeu que não. 
A ovelinha fez a clássica pergunta: “Por que não?” 
A resposta foi simples: “Porque ovelhas não chafurdam.”
A ovelinha não se contentou. 
Achou que a mãe havia feito pouco caso dela e abusado 
de sua autoridade quando não devia. Assim que a mãe se afastou, 
a ovelinha correu para o chiqueiro e pulou a cerca. 
Sentiu a lama fria em seus pés, suas pernas e barriga. 
Pouco depois achou que já era hora de voltar para junto da mãe, 
mas não conseguiu! Estava presa!
Lama e lã não combinam.
 Seu prazer havia se transformado em prisão.
 A ovelinha estava desesperadamente presa 
em conseqüência de sua tolice. Ela pediu socorro e foi resgatada 
por um lavrador caridoso.
Depois de ter sido limpa e estar de volta ao aprisco, a
 mãe relembrou: “Não se esqueça de que ovelhas não chafurdam!”
O mesmo acontece com o pecado.

 Parece tão gostoso, 
tão fácil de ser abandonado quando bem entendermos.
 Mas não é assim! 
Os prazeres nos aprisionam. 
Os cristãos não devem chafurdar
 (2 Pedro 2:14-22) – 

Autor desconhecido





MULHER CRISTÃ X MULHER COMUM


“Quando uma mulher cristã erra, diz: ‘Enganei-me’, e aprende a lição.Quando uma mulher comum erra, diz: ‘A culpa não foi minha’, e responsabiliza a terceiros.”

“Uma  
mulher cristã sabe que a adversidade é o melhor dos mestres. Umamulher comum sente-se vítima perante uma adversidade.”

“Uma 
mulher cristã sabe que o resultado das coisas depende de sacrifício. Uma mulher comum acha-se incapaz de fazer mais.”

“Uma 
mulher cristã trabalha muito e arranja sempre tempo para tudo.Uma mulher comum está sempre ‘muito ocupada’ e não pode fazer mais nada.”

“Uma 
mulher cristã enfrenta os desafios um a um. Uma mulher comum contorna os desafios e nem se atreve a enfrentá-los”

“Uma 
mulher cristã compromete-se, dá a sua palavra e cumpre. Umamulher comum faz promessas, não se esforça e quando falha só sabe justificar-se.”

“Uma 
mulher cristã diz: ‘Preciso a cada dia ser mais virtuosa’. Umamulher comum diz: ‘Não sou tão mau assim; há muitas piores que eu’

“Uma 
mulher cristã ouve, compreende e responde. Uma mulher comum não espera que chegue a sua vez de falar”

“Uma 
mulher cristã respeita as que sabem mais e procura aprender algo com elas. Uma mulher comum resiste a todas as que sabem mais e fica procurando defeitos nelas”

“Uma 
mulher cristã sente-se responsável por algo e dá o seu melhor.Uma mulher comum não se compromete nunca e diz: “Faço o que der”

“Uma mulher virtuosa diz: ‘Deve haver uma melhor forma de fazer isso…’ Uma mulher comum diz: ‘Sempre fizemos assim. Não há outra maneira.’

“Uma
mulher cristã procura sempre ver o lado bom das demais pessoas. Uma mulher comum evidencia o lado negativo”

“Uma 
mulher cristã edifica eu lar, pois as atitudes dela são baseadas nos pensamentos de Deus. Uma mulher comum com as próprias mãos destrói seu lar, através de atitudes baseadas nos sentimentos”

“Uma 
mulher cristã sabe que “todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus”. Uma mulher comum vê injustiças e desigualdades quando é “afetada”.

“Uma 
mulher cristã é PARTE DA SOLUÇÃO. Uma mulher comum é PARTE DO PROBLEMA”

“Uma MULHER CRISTÃ como você, lê isso, FICA FELIZ e procura melhorar. Uma MULHER COMUM como as outras, lê isso, FICA REVOLTADA e acha que perdeu tempo lendo”.


SEJA GRANDE O BASTANTE




Seja Grande Bastante

Seja grande bastante para viver a vida
 que Deus lhe deu,
Sem ser tocada pelo egoísmo e avareza. 
Mantenha-se livre de hábitos tolos que 
escravizam você,
Seja grande bastante para ir ao encontro 
de sua necessidade.
Seja grande bastante para falar a verdade  e vivê-la,
Mantenha seus ideais mesmo que os céus venham abaixo —
Não espere recompensa, mas seja rápida em oferecê-la. 
Seja grande bastante para atender ao mais humilde apelo.
Seja grande bastante para sorrir, quando tudo ao seu redor,
Seu mundo verdadeiro se desfaz no pó —
Tenha coragem bastante para lutar quando seus
amigos duvidam de você.
Seja grande bastante para conservar a sua confiança e fé.
Seja grande bastante para que os anos que se
sucedem não a encontrem lastimando-se pelos
anos que já passaram.
Seja rápida bastante para se livrar dos preconceitos
que porventura amarram você,
Seja grande bastante para conservar a sua mente aberta.
Seja grande bastante para dizer — eu estava errada.
Seja tardia para se ofender, porém rápida para perdoar —
Permita que piedade, justiça e amor despertem em seu coração.
Seja grande bastante, e bastante bondosa, para viver.

Anônimo

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

10 Dicas para não se casar com a pessoa errada



10 Dicas para não se casar com a

 pessoa errada


Com a taxa de divórcio acima de
 50%,aparentemente pessoas
demais estão cometendo um grave
 erro ao decidir com quem
pretendem passar o resto
de sua vida. Para evitar tornar-se uma
"estatística", tente interiorizar estes dez
 pontos a fim de não entrar em 
uma "fria".

1. Você escolhe a pessoa 

errada  porque espera que ele/ela mude 

depois do casamento.

O erro clássico. Nunca despose um potencial. A regra de ouro é: Se você não pode ser 
feliz com a pessoa como ela é agora, não se case. Como disse, muito sabiamente, um 
 colega meu: "Na verdade, pode-se esperar que alguém mude depois de casado...
 para pior!"

Portanto, quando se trata da espiritualidade, caráter, higiene pessoal, habilidade de se
comunicar e hábitos pessoais de outra pessoa, assegure-se de que pode viver com estes 
como são agora.

2. Você escolhe a pessoa errada porque se preocupa 

mais com a química que com o caráter.

A química acende o fogo, mas o bom caráter o mantém aceso. Esteja consciente da
 síndrome "Estar apaixonado". "Estou apaixonado" freqüentemente significa 
"Sinto atração física." A atração está lá, mas você averiguou cuidadosamente 
o caráter dessa pessoa?

Aqui estão quatro traços de personalidade para serem definitivamente testados:

Humildade: Esta pessoa acredita que "fazer a coisa certa" é mais importante que 
o conforto pessoal?

Bondade: Esta pessoa gosta de dar prazer aos outros? Como ela trata as pessoas 
com as quais não tem de ser agradável? Ela faz algum trabalho voluntário? Faz caridade?

Responsabilidade: Posso confiar que esta pessoa fará aquilo que diz que fará?

Felicidade: Esta pessoa gosta de si mesma? Ela aprecia a vida? 
É emocionalmente estável?

Pergunte-se: Eu desejo ser como esta pessoa? Quero ter um filho com esta pessoa? 
Gostaria que meu filho se parecesse com ela?

3. Você fica com a pessoa errada porque o homem não 

entende aquilo que a mulher mais precisa.

Homens e mulheres têm necessidades emocionais específicas, e quase sempre, é o homem 
que simplesmente "não consegue." A tradição judaica coloca sobre o homem o ônus de 
entender as necessidades emocionais de uma mulher, e de satisfazê-las.

Para a mulher, o mais importante é ser amada - sentir que é a pessoa mais importante na
 vida do marido. O marido precisa dar-lhe atenção consistente e verdadeira.

Isso fica mais evidente na atitude do judaísmo para com a intimidade sexual. A Torá obriga 
o marido a satisfazer as necessidades sexuais da mulher. A intimidade sexual é sempre 
colocada em termos femininos. Os homens são orientados para um objetivo, principalmente
 quando se trata desta área. Como disse certa vez uma mulher inteligente: "O homem tem
 duas velocidades: ligado e desligado." As mulheres são orientadas pela experiência. Quando 
 um homem é capaz de trocar as marchas e torna-se mais orientado pela experiência,
 descobrirá o que faz sua esposa muito feliz. Quando o homem se esquece de suas próprias
necessidades e se concentra em dar prazer à mulher, coisas fantásticas acontecem.

4. Você escolhe a pessoa errada porque vocês não partilham 

metas de vida em comum e prioridades.

Existem três maneiras básicas de nos conectarmos com outra pessoa:
1. Química e compatibilidade
2. Partilhar interesses em comum
3. Compartilhar o mesmo objetivo de vida
Assegure-se de que você compartilha o profundo nível de conexão que objetivos de vida
 em comum proporcionam. Após o casamento, os dois crescerão juntos ou crescerão 
 separados. Para evitar crescer separado, você deve entender para que "está vivendo" 
enquanto é solteiro - e então encontrar alguém que tenha chegado à mesma conclusão
 que você.

Esta é a verdadeira definição de "alma gêmea." Uma alma gêmea tem o mesmo 
objetivo - duas pessoas que em última instância compartilham o mesmo entendimento 
ou propósito de vida, e portanto possuem as mesmas prioridades, valores e objetivos.

5. Você escolhe a pessoa errada porque logo se envolve 

sexualmente.

O envolvimento sexual antes do compromisso de casamento pode ser um grande problema,
 porque muitas vezes impede uma completa exploração honesta de aspectos importantes.
 O envolvimento sexual tende a nublar a mente da pessoa. E uma mente nublada não
 está inclinada a tomar decisões corretas.

Não é necessário fazer um "test drive" para descobrir se um casal é sexualmente compatível.
 Se você faz a sua parte e tem certeza que é intelectual e emocionalmente compatível, não
 precisa se preocupar sobre compatibilidade sexual. De todos os estudos feitos sobre o 
divórcio, a incompatibilidade sexual jamais foi citada como o principal motivo para as
 pessoas se divorciarem.

6. Você fica com a pessoa errada porque não tem uma 

profunda conexão emocional com esta pessoa.

Para avaliar se você tem ou não uma profunda conexão emocional, pergunte: "Respeito 
e admiro esta pessoa?"

Isso não significa: "Estou impressionado por esta pessoa?" Nós ficamos impressionados 
por um Mercedes. Não respeitamos alguém porque tem um Mercedes. Você deveria 
ficar impressionado pelas qualidades de criatividade, lealdade, determinação, etc.

Pergunte também: "Confio nesta pessoa?" Isso também significa: "Ele ou ela é emocionalmente 
estável? Sinto que posso confiar nele/nela?"

7. Você se envolve com a pessoa errada porque escolhe 

alguém com quem não se sente emocionalmente seguro.

 

Faça a si mesmo as seguintes perguntas: Sinto-me calmo, relaxado e em paz com esta pessoa? 
Posso ser inteiramente eu mesmo com ela? Esta pessoa faz-me sentir bem comigo mesmo?
 Você tem um amigo realmente íntimo que o faz sentir assim? Assegure-se que a pessoa com 
quem vai se casar faz você sentir-se da mesma forma!

De alguma maneira, você tem medo desta pessoa? Você não deveria sentir que é preciso
 monitorar aquilo que diz porque tem medo da reação da outra pessoa. Se você tem receio 
 de expressar abertamente seus sentimentos e opiniões, então há um problema com o relacionamento.

Um outro aspecto de sentir-se seguro é que você não sente que a outra pessoa está tentando 
controlá-lo. Controlar comportamentos é sinal de uma pessoa abusiva. Esteja atento para alguém 
que está sempre tentando modificá-lo. Há uma grande diferença entre "controlar" e "fazer sugestões.
" Uma sugestão é feita para seu benefício; uma declaração de controle é feita para o benefício de 
outra pessoa.

8. Você fica com a pessoa errada porque você não põe todas 

as cartas na mesa.

Tudo aquilo que o aborrece no relacionamento deve ser trazido à baila para discussão. Falar 
 sobre aquilo que incomoda é a única forma de avaliar o quão positivamente vocês se comunicam,
 negociam e trabalham juntos. No decorrer de toda a vida, as dificuldades inevitavelmente surgirão. 
Você precisa saber agora, antes de assumir um compromisso: Vocês conseguem resolver suas 
diferenças e fazer concessões que sejam boas para ambas as partes?

Nunca tenha receio de deixar a pessoa saber aquilo que o incomoda. Esta é também uma maneira 
para você testar o quanto pode ficar vulnerável perante esta pessoa. Se você não pode ser vulnerável, 
então não pode ser íntimo. Os dois caminham juntos.

9. Você escolhe a pessoa errada porque usa o relacionamento 

para escapar de problemas pessoais e da infelicidade.

Se você é infeliz e solteiro, provavelmente será infeliz e casado, também. O casamento não
 conserta problemas pessoais, psicológicos e emocionais. Na melhor das hipóteses, o casamento 
apenas os exacerbará.

Se você não está feliz consigo mesmo e com sua vida, aceite a responsabilidade de consertá-la agora,
 enquanto está solteiro. Você se sentirá melhor, e seu futuro cônjuge lhe agradecerá.

10. Você escolhe a pessoa errada porque ele/ela está 

envolvido em um triângulo.

Estar "triangulado" significa que a pessoa é emocionalmente dependente de alguém ou de algo, 
ao mesmo tempo em que tenta desenvolver um outro relacionamento. Uma pessoa que não
 se separou de seus pais é o exemplo clássico de triangulação. As pessoas também podem 
estar trianguladas com objetos, tais como o trabalho, drogas, a Internet, passatempos, 
esportes ou dinheiro.

Assegure-se de que você e seu parceiro estejam livres de triângulos. A pessoa apanhada em 
um triângulo não pode estar emocionalmente disponível por completo para você. Você não 
será a prioridade número um. E isso não é base para um casamento.


Autor: Rabino Dov Heller 

quarta-feira, 24 de agosto de 2011





Os dez mandamentos da mulher de Deus.

1- Ela teme ao Senhor, e esse temor faz com que veja o marido como se fosse o Senhor Jesus, mesmo que ele seja incrédulo. "...mas a mulher que teme ao Senhor, essa será louvada." (Provérbios 31.30)
2- Ela é sabia; por isso, fala pouco ou só mesmo o necessário. Quando a pessoa fala muito é porque é egoísta, e sempre quer impor aos outros as suas idéias e pensamentos. "O que guarda a boca conserva a sua alma, mas o que muito abre os lábios a si mesmo se arruína." (Provérbios 13.3)
3- Ela é discreta. Nunca procura chamar a atenção dos outros para si. O seu comportamento é contrário ao das mulheres do mundo. A sua fala é suave, os seus vestidos são discretos. O seu rosto pode ser maquiado, mas não "mascarado"; o seu cabelo é penteado, mas não de forma exótica. "Como jóia de ouro em focinho de porco, assim é a mulher formosa que não tem discrição." (Provérbios 11.22)
4- Ela é virtuosa. A mulher virtuosa é aquela que procura cuidar muito mais do seu coração do que do seu corpo. Tem, como fragrância no seu corpo, a plenitude da presença do Espírito Santo. "Porque nós somos para com Deus o bom perfume de Cristo; tanto nos que são salvos, como nos que se perdem." ( 2 Coríntios 2.15)
5- Ela é forte. Não se abate diante das dificuldades. Pelo contrário, quando os momentos difíceis acontecem, surge com a determinação de mulher de Deus. "A força e a dignidade são os seus vestidos, e, quanto ao dia de amanhã, não tem preocupações." (Provérbios 31.25)
6- Ela é de Fé. A mulher de Fé é aquela que vê nas dificuldades apenas novas oportunidades. Como dona-de-casa, sabe fazer do limão uma boa limonada! Estimula a Fé do seu marido com palavras de ânimo e coragem. "O coração do seu marido confia nela... " (Provérbios 31.11)
7- Ela é trabalhadeira. A mulher de Deus nunca é preguiçosa, porque tem prazer em cuidar dos afazeres de casa de tal forma que, quando o seu marido chega à casa, tudo estará em ordem. Ela não espera que os outros façam aquilo que é de sua competência. "É ainda noite, e já se levanta, e dá mantimento à sua casa, e a tarefa às suas servas. Atende ao bom andamento da sua casa, e não come o pão da preguiça." (Provérbios 31.15 e 27)
8- Ela é fiel. A mulher de Deus não é fiel apenas ao seu marido, mas também à sua igreja. Sua fidelidade se faz transparecer no serviço da obra de Deus. "Aconteceu depois disto que andava Jesus de cidade em cidade e de aldeia em aldeia, pregando e anunciando o evangelho do Reino de Deus, e os doze iam com ele, e também algumas mulheres que haviam sido curadas de espíritos malignos e de enfermidades: Maria, chamada Madalena, da qual saíram sete demônios; e Joana, mulher de Cuza, procurador de Herodes, Suzana e muitas outras, as quais lhe prestavam assistência com os seus bens." (Lucas 8.1-3)
9- Ela é sensata. A mulher de Deus sabe ser cuidadosa com suas palavras, especialmente quando o seu marido é incrédulo. Os lamentos e as reclamações nunca surtem bom efeito nos ouvidos de quem os ouve. Se é sensata, sabe como contornar uma situação desagradável, ao invés de ficar reclamando todo o tempo. "A morte e a vida estão no poder da língua; o que bem a utiliza come do seu fruto." (Provérbios 18.21)
10- Ela tem bons olhos. A mulher de Deus procura ver as demais pessoas como Deus as vê. É verdade que há pessoas más e que é difícil vê-las com bons olhos, mas porque ela é de Deus os seus olhos sempre procuram ver o lado bom daquelas pessoas. É melhor ser prejudicado com bons olhos do que alcançar vantagens com maus olhos. "São os olhos a lâmpada do corpo. Se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo será luminoso; se, porém, os teus olhos forem maus, todo o teu corpo estará em trevas. Portanto, caso a luz que em ti há sejam trevas, que grandes trevas serão!" (Mateus 6.22,23)
Extraído do livro "O Perfil da Mulher de Deus"

terça-feira, 23 de agosto de 2011

NUNCA DESISTA





          
               Quantas vezes estamos em alguma caminhada, rumo a algum propósito, seja ele de ordem sentimental, profissional ou familiar e fica tão difícil a caminhada que parece que no meio do caminho não vamos aguentar mais e vamos desistir. Regamos nossa caminhada muitas vezes com lágrimas, o gosto é amargo.  Muitas vezes parece que realmente estamos sozinhas, só a gente acredita que vai dar certo, mais tenha a certeza, que se você desistir não saberá os gosto de mel que terá no final, as flores que nascerão depois das lágrimas que regaram o caminho.
               Nunca desista dos seus sonhos, nunca desista da sua família, dos seus filhos, dos negócios, ou seja lá o que for que esteja  difícil de suportar, as lágrimas podem cair, mais não impeça que as flores cresçam no seu jardim...e no final de tudo...você poderá dizer que...Valeu a pena...cada lágrima, cada sabor amargo que teve que engolir, porque só quem não desiste é que sabe o verdadeiro gosto da vitória...

Aquele que semeia com lágrimas com júbilo colherá...

O VALOR DA MULHER CRISTÃ

O VALOR DA MULHER CRISTÃ


"10 Mulher virtuosa quem a achará? O seu valor muito excede ao de rubis. 11 O coração do seu marido está nela confiado; assim ele não necessitará de despojo. 12 Ela só lhe faz bem, e não mal, todos os dias da sua vida. 28 Levantam-se seus filhos e chamam-na bem-aventurada; seu marido também, e ele a louva." (Provérbios 31:10-12,28)


Nos nossos dias, principalmente entre adolescentes - e talvez até mesmo entre nós adultos - "ter valor" é ser bonita, ter os cabelos longos e bem cuidados, se vestir bem e na moda, usando roupas de marcas famosas, ser alta, magrinha, fazer parte de uma família influente, saber usar "palavras espirituais corretas, na hora certa e com entonação adequada". Ela tem que se destacar tanto que qualquer pessoa, por exemplo, num Shopping Center, a apontaria como uma pessoa de valor e que tem auto-estima.

Mas Deus não pensa assim. Ele me ama e me valoriza independente da minha aparência física; Ele me ama e me valoriza apesar das minhas inseguranças; Ele me ama e me valoriza porque um dia aceitei Seu Filho, Jesus Cristo, como Senhor e Salvador de minha vida e me tornei parte de Sua família. Realmente, Deus me considera uma "mulher de valor".

"A mulher de Deus tem auto-estima. O primeiro ingrediente para uma boa auto-estima é saber que 'eu tenho valor'. A mulher de Deus sabe que é preciosa e tem valor porque Jesus Cristo está em sua vida. Ela entregou sua vida para viver na presença dEle." Além do mais, ela é o templo do Espírito Santo.

E vejam como devemos nos sentir seguras: é o próprio Deus que nos diz em Zacarias 2:8: "... porque aquele que tocar em vós toca na menina do seu olho." Existe amor maior do que este? Com certeza, Deus cuida de nós e nos considera"mulheres de valor".

Tente responder em seu coração as seguintes perguntas:
1- Quais são as áreas de sua vida que você sabe que agradam a Deus e que a torna um "mulher de valor"?
2- Que coisas você gostaria que acontecessem em sua vida para transformá-la em uma "mulher de valor"?
3- O que Mateus 10:29-31 lhe diz? 
(Ele diz que não devo temer, pois eu tenho muito valor para Ele.)

4- E também o Salmo 17:8 o que lhe diz?
 (Que é Ele, o próprio Deus, que me guarda e me esconde debaixo da sombra de Suas asas.)

O mundo olha para as pessoas, sua influência, sua origem, popularidade.
Deus, que é o Deus de honra, de verdade e de valor e que nos criou a Sua imagem e semelhança, me vê como uma "mulher bela aos Seus olhos", como uma "mulher de honra" e como uma "mulher de valor".
--------------------------

Foi Cristo Que Valorizou A Mulher
Eu e você que somos crentes no Senhor Jesus, que um dia O aceitamos como Senhor e Salvador de nossa vida, temos "uma herança de mulheres de Deus, que conheceram Cristo pessoalmente." Na época de Jesus, as mulheres não tinham muitovalor. O "valor da mulher" era questionado pelos homens e eles "negavam-lhe respeito e privilégios na política, no casamento, na economia, na educação e na religião.
Com Jesus era diferente. Ele pensava mais no valor da mulher do que no Seu próprio valor.
"As mulheres judias nunca eram ensinadas em público - exceto por Jesus.
Um comerciante judeu nunca daria um troco de volta na mão de uma mulher, com medo de tocá-la e ser contaminado, mas Jesus tocou as mulheres para curá-las.
Em muitas ocasiões, Jesus revelou grandes verdades primeiro às mulheres. A ressurreição, sobre a qual se baseia o Cristianismo, foi revelada primeiro a uma mulher."

Na igreja do primeiro século, as mulheres eram respeitadas e se destacavam no trabalho do Senhor.


Valdenira Nunes de Menezes Silva